EBD – Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé | 1° Trimestre De 2022 | Pecc

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

OBJETIVOS

• Fugir do pecado e da corrupção.
• Explicar que pecados têm con­sequências.
• Decidir andar com Deus.

SUPLEMENTO EXCLUSIVO DO PROFESSOR

Afora um suplemento do professor, todo o conteúdo de cada lição é igual para alunos e mestres, inclusive o número da página.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Em Gênesis 6 há 22 versos. Suge­rimos começar a aula lendo, com todos os presentes, Gênesis 6.1-22 (5 a 7 min.). A revista funciona como guia de es­tudo e leitura complementar, mas não substitui a leitura da Bíblia.

Olá, querido(a) professor(a)! Nesta lição, que trata dos tempos de Noé, aprenderemos que as linhagens de Sete e Caim se unem e que o pecado se espalha sobre a terra. É nesse contexto que Deus adverte os homens – através de Noé – sobre as consequências inevitáveis da maldade. O próprio Jesus destacou a fé e a obediência de Noé em oposição à maldade e indiferença dos que pereceram no dilúvio, o que nos faz pensar na oposição entre os que fazem uma sincera opção pela vontade de Deus e os que, lamentavelmente, seguem sua própria vontade. É nossa tarefa, como professores e como Igreja, testemunhar o Evan­gelho para que muitos se convertam e sejam alcançados pela Graça de Deus através de Jesus.

PARA COMEÇAR A AULA

Professor(a), começa sua aula destacando o fato de que Deus ofere­ceu à humanidade um longo tempo para que abandonasse o pecado. A misericórdia e generosidade do Cria­dor ainda aguardam que o pecador de agora também se converta e faça sua opção por Jesus. O cristão deve testemunhar uma transformação de vida tamanha, a ponto de renunciar aos antigos pecados para viver sob os princípios do Evangelho de Cristo. Se­jamos, como Noé, sinal para o mundo.

LEITURA ADICIONAL

Muitíssimos pecados eram cometidos em todos os lugares, e por todas as classes sociais. Qualquer um podia ver que a maldade do homem era grande; porém, Deus viu que toda imaginação, ou propósito dos pensamentos do coração humano, era de contínuo somente o mal. Esta era a raiz amarga, a fonte corrupta. O coração é enganoso e perverso; os princípios, corruptos; os hábitos e as disposições são maus. As intenções e pla­nos dos homens eram maus. Eles praticavam a maldade deliberadamente, e engenhavam a perversidade. Não havia o bem entre eles. Deus viu a maldade do homem como alguém que é ferido ou maltratado por ela. Viu-a como um terno pai contempla a necessidade e porfia de um filho rebelde e desobediente, fato que o aflige e o faz desejar não ter tido filhos.

[…] “Rasparei os homens de sobre a face da terra”; assim como se varre o pó ou a sujeira de um lugar que deve estar limpo, e se lança este pó ao monte de lixo, que é o lugar apropriado para ele. Deus fala do homem como de sua própria criatura, quando decide castigá-lo. Aqueles que não correspondem com o propósito de sua vida, perdem-na. Deus tomou esta decisão sobre os homens, depois que o seu Espírito contenderá durante muito tempo com eles; porém, em vão. Ninguém é castigado pela justiça de Deus, exceto aqueles que detestam ser reformados pela graça dEle.

Livro: Comentário bíblico de Matthew Henry (4° ed. – Rio de Janeiro, CPAD, 2004, pp.

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

TEXTO ÁUREO

“Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração.” Gn 6.5

LEITURA BÍBLICA PARA ESTUDO

Gênesis 6.1-22

VERDADE PRÁTICA

Noé andou com Deus em meio a uma geração corrompida, provando que o homem não é produto do meio.

INTRODUÇÃO
I- A GERAÇÃO DO DILÚVIO Gn 6.2-5
1
– Eram duas linhagens Gn 6.2
2– Um sinal da vinda de Cristo Gn 6.5
3– Um tempo final Gn 6.3
II- NOÉ Gn ó.8-9
1
– Alvo da graça Gn 6.8
2– Justo e íntegro Gn 6.9
3– Andou com Deus Gn 6.9
III- ENSINAMENTOS Gn 6.7-22
1
– As advertências de Deus Gn 6.7
2– Santo em um mundo ímpio Gn 6.11
3– Qual é o nosso legado? Gn 6.22
APLICAÇÃO PESSOAL

DEVOCIONAL DIÁRIO

Segunda – Gn 5.2
Terça – Gn 5.24
Quarta – Gn 6.3
Quinta – Gn 6.12
Sexta – Gn 6.18
Sábado – Gn 6.21

Hinos da Harpa: 323-151

INTRODUÇÃO

Gênesis 5 traz uma lista de dez ge­rações, destacando nela dois homens: Enoque e Noé. A lista é caracterizada pela repetição da frase “e morreu”. A única exceção é o caso de Enoque, que compartilhou com Elias a experiência de serem os únicos na história humana transladados por Deus sem morrer. Embora a Bíblia registra apenas dez versículos acerca de Enoque (Gn 5.20-24; Hb 11.5,6; Jd 14,15; Lc 3.37), isto é suficiente para o con­siderarmos um exemplo de fé, de quem anda com Deus e o agrada. Vamos agora ao estudo do ca­pítulo 6, o qual trata de Noé.

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

I- A GERAÇÃO DO DILÚVIO (Gn 6.2-5)

A humanidade havia atingido um nível de corrupção jamais vis­to e isso deixou Deus desgostoso, pelo que decidiu julgar o mundo.

1- Eram duas linhagens (Gn 6.2) “Vendo os filhos de Deus que as fi­lhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres, as que, entre todas, mais lhes agradaram.”

Em Gênesis 6.1 nos deparamos com o crescimento vertiginoso da raça humana e, paralelo a isso, com a multiplicação da maldade (Gn 6.5). Temos, claramente, no livro em estu­do, duas linhagem colocadas uma ao lado da outra: a linhagem de Caim (Gn 4.17-24) e a linhagem de Sete (Gn 4.25-6.32). Facilmente observamos, no capítulo 5 de Gênesis, que a genea­logia de Adão passa a ser retratada a partir de Sete. Caim é colocado de lado. Temos uma linhagem piedosa (de Sete) e uma perversa (de Caim). No capítulo 6, as duas linhagens convergem e se misturam, acele­rando a multiplicação da maldade e da violência. Há uma interpretação muito comum que trata a expressão “filhos de Deus” como anjos e não como descendentes de Sete. É im­provável que o texto esteja falando de anjos, por quatro motivos:

a) Em Lucas 3.23-38, a descendência de Sete é associada diretamente a Deus;
b) todo o contexto dos capítulos 5 e 6 está falando de homens. Por que, do nada, seriam inseridos anjos?
c) Não se fala nada de castigo para anjos, só para homens. Se “filhos de Deus” se refere a anjos, porque somente os seres humanos são castigados?
d) Je­sus disse (Mt 22.30) que o casamen­to não é algo que faz parte da consti­tuição angelical.

2- Um sinal da vinda de Cristo (Gn 6.5) “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração.”

Quando Jesus falou dos dias de Noé, relacionou-os com os dias fu­turos e imediatos à Sua vinda: “Pois assim como foi nos dias de Noé, tam­bém será a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como nos dias an­teriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem” (Mt 24.37-39). Em outras palavras, o que Jesus está dizendo é que, de alguma maneira, os dias de Noé seriam repetidos quando a Sua vinda se aproximasse. E como foram esses dias? Foi uma época especial­mente marcada pela secularização, crueldade, violência e indiferença para com Deus (Gn 6.11). Há duas advertências aqui:

a) Primeiro, equivoca-se quem acha que o mundo vai melhorar e me­lhorar à medida que se aproxima a volta de Cristo;
b) O mundo que an­tecederá a volta de Cristo será sur­preendido pelo seu retorno como a geração de Noé o foi com o Dilúvio.

3- Um tempo final (Gn 6.3) “Então, disse o Senhor: O meu Espírito não agirá para sempre no homem, pois este é carnal; e os seus dias serão cento e vinte anos.”

A expressão “então” estabelece uma decisão tomada por Deus a par­tir daquilo que viu e constatou. Ele decidiu abreviar o tempo daquela ge­ração. Limitou-o a 120 anos, a partir daquele instante. Isso não significa, como alguns já sugeriram, que Deus estava limitando em 120 anos a vida de todas as pessoas que viriam, pois nos capítulos seguintes veremos que as pessoas continuaram vivendo mui­to mais do que isso (Gn 11.10-32).

O que está dito é que a humanidade de então teria mais 120 anos, após quais, Deus a julgaria Ele poderia fazer isso de imediato, mas, em Sua misericórdia, opta por uma prorro­gação. Seria um tempo de graça para a humanidade, para que pudessem se arrepender e alinhar-se à vontade de Deus. Pedro deixa claro que, nesse período, Noé foi o pregador da justiça (2Pe 2.5), mas ninguém lhe deu ouvi­dos. A todos os seus pecados, aquela geração acrescentou mais este: o des­prezo pela oportunidade final conce­dida por Deus.

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

II- NOÉ (Gn 6.8-9)

Noé, cujo nome significa “conso­lador”, é uma das grandes biografias das Escrituras. Ele é mencionado em nove livros da Bíblia, num total de 50 vezes. Não foi um pequeno coadjuvante, mas um grande perso­nagem na história da redenção.

1- Alvo da graça (Gn 6.8) “Porém Noé achou graça diante do Senhor.”

Noé e os seus descendentes foram conservados e poupados primeiramente devido à graça e à misericórdia divinas. O mundo permanece porque Deus concedeu Sua graça a um homem. O mundo não foi preservado devido à tecnologia, à cultura, ao esforço ou mesmo aos méritos de alguém, mas porque Deus usou de graça. O que isso sig­nifica? Graça, aqui, vem de um verbo que significa “ser misericordioso”, “ser generoso”, “contemplar com fa­vor”. É verdade que Noé era justo e santo, como veremos a seguir, mas não foram as suas obras que o qua­lificaram, e sim a graça de Deus. Al­guém disse que Deus, em sua graça, nos dá o que não merecemos e, em sua misericórdia, deixa de nos dar o que merecemos. Deus teve misericórdia dele. A graça de Deus é um tema sublime e superlativo mas que incomoda muita gente e às vezes é combatido, inclusive na igreja, por­ que ele demonstra nossa falência e humilha nosso ego. Não merecemos nada; ninguém merece. Contudo, Deus, sendo gracioso, nos abençoa apesar do nosso demérito.

2- Justo e íntegro (Gn 6.9) “Eis a história de Noé Noé era homem justa e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus.”

Pela primeira vez, a palavra “jus­to” é mencionada na Bíblia. Não sig­nifica, obviamente, que Noé não fos­se pecador, mas demonstra que ele decidiu viver segundo um padrão de piedade negligenciado por sua gera­ção. Integridade tem a ver com aquilo que somos no recôndito mais ín­timo da nossa interioridade, quando trancamos a porta do nosso quarto e ninguém, exceto Deus, nos enxerga. Sobre integridade, Warren Buffett, grande investidor e um dos ho­mens mais ricos do mundo, tem uma frase espetacularmente profunda: “Ao procurar pessoas para contratar, você deve buscar três qualidades: in­tegridade, inteligência e dinamismo.
Se elas não tiverem a primeira, as ou­ trás acabarão com você.”

3- Andou com Deus (Gn 6.9) “Eis a história de Noé. Noé era homem justa e íntegro entre os seus contempo­râneos; Noé andava com Deus”

Noé é um dos nomes de Gê­nesis dos quais é dito que “andou com Deus”. O outro é Enoque (Gn 5.22). Um foi salvo da morte e o outro, do dilúvio. Imaginemos o que deve ter significado andar com Deus naquela geração de homens e mulheres cheios de maldade e dissoluções, quando a violência prevalecia. Noé e Enoque nos inspiram, demonstrando que o ser humano não é produto do meio, mas pode decidir, com a ajuda de Deus, que vida terá, a despeito das pressões e massificação seculares. Como disse Chesterton: “Uma coisa morta segue a correnteza. Somente quem está vivo pode contrariá-la”. Não importa quão tenebroso seja o nosso tempo, nós podemos andar com Deus. Você tem andado com Ele ou tem se pautado pela opinião da maioria? Saiba que, por causa de Jesus Cristo, andar com Deus é
um privilégio que está disponível a quem quiser. Você quer?

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

III- ENSINAMENTOS (Gn 6.7-22)

Mesmo quando abordamos assuntos negativos, encontramos lições e ensinamentos que, se co­locados em prática, nos farão bem. As Escrituras devem não apenas encher nossa cabeça e aquecer nosso coração, mas principalmen­te mudar nossa vida

1- As advertências de Deus (Gn 6.7) “Disse o Senhor: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrepen­do de os haver feito.”

Ficamos sabendo pelo Novo Tes­tamento que tanto Enoque como Noé foram instrumentos de Deus para advertir aquela geração e leva­da ao arrependimento. Isso mostra como Deus, por ser Santo, tem uma natureza generosa e está sempre oferecendo oportunidades ao peca­dor, pois não tem prazer na morte do ímpio (Ez 33.11). Nos dois ca­sos, tanto Noé como Enoque foram pregadores da Palavra. De Enoque é dito, inclusive, que profetizou (Jd 14,15) e de Noé que foi “pregador da justiça” (2Pe 2.5).

As advertências de Deus pre­cisam ser levadas a sério por nós. Jesus, ao falar desse tempo, afirma que aquela geração só se deu conta da seriedade da pregação de Noé quando já era tarde demais: “… e não o perceberam, até que veio o dilúvio” (Mt 24.39). Pessoas rebeldes e fe­chadas para o arrependimento de seus pecados não ouvem as men­sagens de advertência. Estas lhes parecem delírios de gente fanática Preferem ficar no posicionamen­to anterior, achando que nada lhes acontecerá e que tudo continuará como sempre, ou que podem pos­tergar suas decisões pois ainda te­rão muito tempo pela frente. Precisamos dar ouvidos à repreensão e ao chamado de Deus hoje, pois a partir de um determinado momen­to será tarde demais.

2- Santo em um mundo ímpio (Gn 6.11) “A terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência.”

É possível sermos santos na nossa geração? É possível destoarmos completamente da desobediência e corrupção moral dos nossos dias? Noé diria que sim. Ele próprio foi um homem santo em um mundo ímpio e injusto como o nosso ou, talvez, pior ainda. A desculpa costumeira de que “todo mundo faz assim” não serve para o cristão. Gosto das palavras de Isaltino Gomes quando ensina­va sobre santidade: “Deus não nos chamou para sermos cópias ou clo­nes, mas para sermos o original”. A igreja não deve imitar o mundo. Antes, deve se portar como espe­lho para o mundo.

Não precisamos e não devemos ser imitadores massificados do mundo à nossa volta. Podemos e devemos ser diferentes. Lembremos do que disse Paulo, apóstolo: “E não vos conformeis a este século…” (Rm 12.2). Uma tra­dução possível seria “não tomeis o molde”. O seguidor de Jesus não é uma massa moldada pelo mundo, nem um “Maria vai com as outras”. Santificação não é adesão a uma cultura evangélica, nem ser sisudo ou um chato esquisito contra tudo e contra todos. Ser santo é ter o caráter de Cristo em nós. É viver como Ele viveu

3- Qual é o nosso legado? (Gn 6.22) “Assim fez Noé, consoante a tudo o que Deus lhe ordenara.”

Não se mede a vida de uma pessoa pela sua extensão. Matusalém foi o homem que mais vi­veu sobre a terra, mas tudo que se diz dele é que gerou filhos e filhas (Gn 5.30). Noé foi um ho­mem obediente a Deus (Gn 6.22). Ele não apenas ouviu, mas colo­cou em prática aquilo que Deus lhe falou. Noé não alterou nada do que Deus lhe disse, mas seguiu à risca cada detalhe. W. Wiersb acrescenta que “a maioria das pessoas sabe que Noé construiu uma arca, porém, o que provavelmente não sabem é que ele tam­bém construiu um caráter piedo­so e uma família temente a Deus, porque se não fosse a sua família, Abraão não teria nascido, e, sem Abraão, não teria havido uma na­ção judaica, e consequentemente o Salvador”. Jesus viveu 33 anos e mudou o mundo para sempre. Ninguém obedece a Deus em vão. Esse é o legado de Noé. Qual será o nosso?

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

APLICAÇÃO PESSOAL

Noé foi uma dádiva e consolação de Deus para a sua geração, embora ela não tenha usufruído disso completamente. O que nós somos para a nossa geração.

Gostou do site? Ajude-nos a Manter e melhorar ainda mais este Site. Nos abençoe Com Uma Oferta pelo PIX: CPF 346.994.088.69
Seja um parceiro desta obra (“Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos vos; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. Lc 6:38 )

RESPONDA

1) No que diz respeito à Sua volta, o que disse Jesus sobre o estilo de vida da geração dos dias de Noé? R. Que ele se repetiria nos dias da Sua volta
2) Mencione duas características de Noé. R. Justo e andava com Deus.
3) Gênesis menciona dois homens que andaram com Deus. Um foi Noé. Qual foi o outro? R. Enoque

SAIBA TUDO SOBRE A  ESCOLA DOMINICAL :

Adultos CPAD

Adultos Betel

Jovens CPAD

Jovens Betel

Adolescentes CPAD

Bíblia Online

Professor CPAD EBD Juniores

EBD Pecc (Programa de Educação Cristã Continuada) | 1° Trimestre De 2022 | Tema: GÊNESIS – O Livro dos Começos | Lição 05: GÊNESIS 6 – Os Dias de Noé Escola Biblica Dominical

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.